Rua Caldas da Rainha, 806 Bairro São Francisco BH/MG CEP 31.255-180 (31) 3273-2486

Saiba tudo sobre a revisão da Norma ANSI/TIA-568.2-D

Padrão 568 — saiba tudo sobre a revisão da Norma ANSI/TIA-568.2-D - Via Networks
15

out 2018

Por:Via Networks
Cabeamento Estruturado | Dicas | Notícias

O avanço tecnológico faz parte da rotina do mundo corporativo. Por isso, as mudanças nos procedimentos são compreendidas como necessárias para o desenvolvimento de diversas atividades, com foco na redução de erros. Um exemplo disso abrange a revisão do padrão 568, relacionado com a Norma ANSI/TIA-568.

Essa regra é a mais importante dos Estados Unidos no que se refere ao cabeamento estruturado. Esse fator faz com que ela seja muito empregada por diversas empresas no mundo inteiro.

Neste post, vamos destacar pontos relevantes dessa norma e apontar as principais mudanças realizadas recentemente. Confira!

Entenda a norma

Com o objetivo de facilitar a compreensão do público-alvo, a ANSI/TIA-568 foi dividida em 5 partes, que são:

parte 0 (determina os procedimentos para um sistema comum de cabeamento estruturado);

parte 1 (aborda como o cabeamento estruturado deve ser implantado em edifícios comerciais);

parte 2 (mostra como devem funcionar os componentes de par trançado balanceado);

parte 3 (indica os componentes necessários para a fibra óptica apresentar um bom desempenho);

parte 4 (aponta os componentes ideais para o cabo coaxial).

O padrão 568 passa periodicamente por alterações para acompanhar as tendências do mercado. Ao término de cada revisão, é inserida uma letra ao final para deixar clara a mudança. Por exemplo, a primeira modificação apresenta a letra “A”. À medida que são feitos novos ajustes, outras letras são incorporadas B (2ª revisão), C (3ª revisão) e assim sucessivamente.

Fique informado sobre as mudanças no padrão 568

A principal norma do cabeamento estruturado está com a denominação ANSI/TIA-568.2-D. Comparando com a versão anterior, houve modificações importantes. Para ajudar você a entendê-las, vamos abordá-las com detalhes. Veja!

MPTL (Modular Plug Terminated Link)

O MPTL consiste no acréscimo aos 2 modelos de padrão de enlance já empregados pelo mercado. Além disso, facilita a vida dos usuários e dos instaladores, porque torna mais simples a instalação de uma tomada de telecomunicações.

A nova configuração faz com que o cabo horizontal esteja ligado diretamente em um plugue RJ45 (macho). Isso favorece a conexão de equipamentos fixos a pontos de acesso wireless (WAP), melhorando a conexão.

Incorporação da Categoria 8

A Categoria 8 de cabeamento de par trançado possibilita o uso de Ethernet a 40 Gb/s sobre um canal Cat. 8 de até 30 metros, além de incluir dois patch cords de até 3 metros cada um. Essa modificação foi necessária para efetivar as conexões entre máquinas que ficam na mesma fila de racks em um data center.

Outra vantagem é possibilitar a configuração MPTL para haver uma conexão direta ao servidor. Essa alteração faz com que a infraestrutura de TI tenha mais condições de apresentar um excelente desempenho.

Reconhecimento de patch cords com bitola

O uso de pach cords com bitola reduzida (28 AWG) possibilita atenuação de sinal e oferece uma resistência mais forte à corrente elétrica. Por isso, a norma indica que haja uma restrição no tamanho dos canais com o novo tipo de patch cords.

Um canal deve ter, no máximo, 92,5 m, caso adote um pacto cords 28 AWG, com 10 metros. A recomendação é que esse procedimento seja devidamente seguido pelas empresas para evitar problemas com o funcionamento do cabeamento estruturado.

Suporte ao PoE

O 4PPoE propicia alimentar aproximadamente 100 W pelo switch, gerando um mínimo de 71 W no dispositivo remoto. Essa modificação faz com que haja mais cuidados nos projetos e instalações de sistemas de par trançado, pois deve haver um melhor gerenciamento para evitar problemas na alimentação elétrica, como quedas frequentes na tensão e elevação brusca na temperatura no feixe de cabos.

Conte com um bom fornecedor

Para se adequar às mudanças na infraestrutura de TI, é fundamental contar com uma empresa especializada em serviços de tecnologia da informação. Dessa forma, é mais fácil se adequar aos novos procedimentos e manter os serviços oferecidos ao público-alvo com um elevado grau de disponibilidade.

As empresas devem estar muito atentas ao padrão 568, porque podem enfrentar dificuldades de manter o cabeamento estruturado em alto nível, caso não façam os investimentos de forma adequada.

Para os que desejam apresentar um elevado desempenho, entre em contato agora mesmo com a equipe da Via Networks. Estamos à disposição para oferecer um atendimento diferenciado! 

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rua Caldas da Rainha, 806 Bairro São Francisco BH/MG CEP 31.255-180

(31) 3273-2486

contato@via.eng.br

Segunda à Quinta 8h às 18h / Sexta 8h às 17h