Rua Caldas da Rainha, 806 Bairro São Francisco BH/MG CEP 31.255-180 (31) 3273-2486

Firewall corporativo: Como escolher o melhor para a sua empresa

firewall
25

Feb 2019

Por:Via Networks
Dicas

Segundo dados divulgados no evento Mind The Sec Summit 2018, somente em 2017, a ação de hackers somou um prejuízo de 600 milhões de dólares à economia mundial. Em um cenário desses, o firewall corporativo se torna uma ferramenta indispensável.

Esse filtro usa uma série de componentes de software e hardware para bloquear a ação de hackers e programas maliciosos vindos pela internet.

Por isso, a adoção de um firewall adequado é um assunto que deve ser levado a sério. Confira então como escolher a melhor opção para a sua empresa!

Conheça os dois tipos de firewall

O firewall é uma barreira que controla o tráfego da rede, ou seja, monitora o que entra e o que sai. É como se ele trancasse todas as portas e janelas dos computadores conectados, definindo que portas ficarão abertas e que programas poderão “passar” por elas.

Ele pode impedir ainda que dados confidenciais sejam transmitidos a partir dos computadores da empresa e que programas maliciosos invadam as máquinas. Isso pode ser feito de duas formas: via software e via hardware.

Firewall como software

Praticamente todos os computadores já vêm com um software de firewall básico instalado de fábrica. Isso acontece com o Windows, por exemplo. Mas, por ser uma solução básica, existem vírus capazes de desativar esse sistema e abrir as portas para malwares e hackers atuarem.

Assim, há no mercado softwares de firewall para cobrir essa deficiência em qualquer modelo de sistema operacional.

Firewall como hardware

O firewall em forma de componente de hardware é o mais adequado para ambientes corporativos. Trata-se de um dispositivo dedicado fora do computador do usuário. Assim, ele não compartilha os recursos do sistema com outros aplicativos instalados. Por isso, ele é mais eficiente em tratar mais requisições, suportando um volume maior e também em maior velocidade.

Além disso, como ele está fora do computador, caso o sistema seja infectado por algum vírus, o malware não poderá desativar o firewall.

Avalie o orçamento disponível

Os serviços de firewall disponíveis no mercado variam bastante em termos de valores. Existem diferentes plataformas, módulos e modalidades de pagamento. Assim, é necessário avaliar qual atende às necessidades da sua empresa. De modo que não é porque um preço é mais alto que é o mais apropriado para o seu negócio.

Analise qual a demanda da rede

Empresas que têm alta demanda de requisições precisam de um firewall potente o suficiente para não apresentar problemas de desempenho ao gerenciar vários serviços usando apenas um hardware.

Compare as principais opções de firewall corporativo

Em micro e pequenas empresas, normalmente são usados poucos computadores e dispositivos conectados à rede, geralmente para objetivos operacionais e administrativos. Nesse caso, não se exigem sistemas de firewall muito robustos. Como o foco aqui é permissão de usuários e monitoramento de dados baixados e sites acessados, uma solução UTM (Unified Threat Management — Gestão Unificada de Ameaças) pode ser o suficiente.

O UTM fornece um gerenciamento centralizado, através de uma só interface em equipamentos de hardware conhecidos como appliances.

Por outro lado, em redes avançadas, que normalmente têm mais de 30 computadores, os dados são mais críticos e sensíveis e a tolerância à indisponibilidade é menor, é indicada uma solução Next-Generation Firewall (NGFW). Ele apresenta níveis de proteção mais aprimorados que o UTM.

Há ainda o firewall Linux. Por ser um sistema operacional de código aberto e dispensar a aquisição de licenças, atraiu muitas pequenas e médias empresas. Bastava investir em mão de obra para configurar o sistema. Com o tempo, porém, o Linux não evoluiu seus mecanismos de segurança em comparação avanço dos hackers, sendo talvez insuficiente em muitos casos.

Lembre-se, no entanto, que o firewall não substitui outras estratégias para garantir a segurança digital da empresa. Entre elas:

  • definição de políticas de segurança e acesso de dados;
  • atualização constante da infraestrutura de TI e softwares;
  • treinamento e supervisão constante dos funcionários quanto a segurança de dados.

O firewall é uma ferramenta básica para qualquer empresa, especialmente para aquelas que lidam com serviços e dados sensíveis e que desejam protegê-los contra a ação de hackers.

Gostou do nosso conteúdo? Então, siga-nos no LinkedIn e acompanhe as novidades.

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rua Caldas da Rainha, 806 Bairro São Francisco BH/MG CEP 31.255-180

(31) 3273-2486

contato@via.eng.br